Fórum do BCE em Sintra. Lagarde sinaliza que juros vão continuar a aumentar

A presidente do BCE reafirmou o sinalizado na última reunião do Conselho de Governadores deste mês. Ou seja, “exceto se ocorrer uma alteração substancial das perspetivas de inflação”, o banco central continuará “a aumentar as taxas em julho”.

Lagarde frisou que é “necessário prestar especial atenção a duas dimensões da nossa política: primeiro as nossas ações ao nível das taxas, e segundo, a nossa comunicação sobre futuras decisões e como isso irá influenciar o período esperado em que as taxas permanecerão nesse nível”.

Christine Lagarde explicou ainda que existem duas fontes de incerteza que afetam o “nível” e a “duração” das taxas diretoras.

Por um lado, a incerteza quanto à persistência da inflação leva a que o nível em que as taxas atingirão um máximo dependerá da situação.

Assim, considera ser “improvável que, no futuro próximo, o banco central possa declarar com toda a confiança que as taxas máximas foram atingidas”.

“É por este motivo que a nossa política tem de ser decidida reunião a reunião e de permanecer dependente dos dados”, sublinhou.

A presidente do BCE reafirmou o sinalizado na última reunião do Conselho de Governadores deste mês. Ou seja, “exceto se ocorrer uma alteração substancial das perspetivas de inflação”, o banco central continuará “a aumentar as taxas em julho”.

Lagarde frisou que é “necessário prestar especial atenção a duas dimensões da nossa política: primeiro as nossas ações ao nível das taxas, e segundo, a nossa comunicação sobre futuras decisões e como isso irá influenciar o período esperado em que as taxas permanecerão nesse nível”.

Christine Lagarde explicou ainda que existem duas fontes de incerteza que afetam o “nível” e a “duração” das taxas diretoras.

Por um lado, a incerteza quanto à persistência da inflação leva a que o nível em que as taxas atingirão um máximo dependerá da situação.

Assim, considera ser “improvável que, no futuro próximo, o banco central possa declarar com toda a confiança que as taxas máximas foram atingidas”.

“É por este motivo que a nossa política tem de ser decidida reunião a reunião e de permanecer dependente dos dados”, sublinhou.

A dirigente do BCE revelou ainda que a meta continua a ser colocar a inflação para níveis de dois por cento.

“Não ficarão surpreendidos se eu disser que a política monetária atualmente tem apenas um objetivo: fazer voltar a inflação ao nosso objetivo de dois por cento a médio prazo de forma atempada”.

 

Segundo Lagarde, o BCE está empenhado “em atingir esse objetivo seja como for”. E relembra a autora Ellen Keller, que afirmou: “Os nossos piores inimigos não são as circunstâncias beligerantes, mas os espíritos vacilantes.”

 

“Fizemos progressos significativos, mas perante um processo de inflação mais persistente não podemos nem iremos vacilar. Claro que esperamos, mas não podemos cantar vitória ainda”.

 

No primeiro dia de debate do fórum anual organizado pelo BCE, que reúne banqueiros centrais, académicos, especialistas da área financeira e decisores políticos, Lagarde garantiu que a intenção do discurso desta terça-feira “não é sinalizar quaisquer decisões futuras, mas enquadrar as questões que a política monetária enfrentará no futuro próximo”.

"Alcançamos progressos significativos, mas, confrontados com um processo inflacionista mais persistente, não podemos vacilar, nem ainda declarar vitória", vincou.

 

c/ Lusa

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
Porto vai instalar dois ecrãs gigantes para os jogos do Euro 2024
28/05/2024
Cinema rodado na Invicta apoiado pela Filmaporto
28/05/2024
U.Porto distingue Nobel da Física 2023 com Honoris Causa
28/05/2024
Município investe 4,65 milhões de euros para habitação na Rua Gisberta Salce Júnior
28/05/2024
Fluvial traz cinco medalhas da Regata Internacional da Amizade
28/05/2024
André Villas-Boas: “Continuaremos a ganhar consigo”
28/05/2024
Sérgio Conceição e família ergueram a Taça de Portugal no relvado de Alvalade
27/05/2024
Jardins do Palácio de Cristal acolhem a Festa da Criança durante três dias
27/05/2024
Porto vai instalar dois ecrãs gigantes para os jogos do Euro 2024
28/05/2024
Cinema rodado na Invicta apoiado pela Filmaporto
28/05/2024