Em
O Primeiro de Janeiro

6 Nov 2023, 0:00

85

Festa da Maratona reuniu 12 mil participantes

O queniano Emmanuel Kemboi e a etíope Tejitu Siyum Alemayehu foram os grandes vencedores da 19.ª edição da Maratona do Porto, que se correu na manhã do passado domingo, pelas ruas da marginal do Porto, Matosinhos e Vila Nova de Gaia.

Nem o mau tempo que se fez sentir, em partes da prova, impediram que 12 mil atletas participassem na grande festa do atletismo. O dia que ameaçava ser de grande tempestade foi mesmo presenteado com um sol envergonhado no início do percurso. Para além da maratona decorreu, como é hábito, a Family Race (corrida de 10 quilómetros) e a Fun Race (caminhada de seis quilómetros aberta à participação de pessoas de todas as faixas etárias).

Na prova rainha, o queniano Emmanuel Kemboi foi vencedor da edição deste ano, seguido do compatriota Simion Tarus e do etíope Ashenafi Boja. Na competição feminina, a primeira atleta a cortar a meta foi a etíope Tejitu Siyum Alemayehu, seguida da sua compatriota Sinke Dessie e da queniana Mildred Chepkemei.

Portugueses em destaque

Em relação à participação de atletas portugueses, José Sousa (CA Macedo de Cavaleiros) voltou a ser, pelo segundo ano consecutivo, o primeiro português a chegar à meta. E no setor feminino a atleta portuguesa mais rápida foi a Laura Silva, terminando a prova na 4.ª posição da classificação geral.

Na entrega de prémios aos vencedores estiveram presentes, entre outros, a vereadora do Desporto, Catarina Araújo, o vice-presidente do Turismo Porto e Norte, Inácio Ribeiro, o diretor regional do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), Vitor Dias, e o vice-presidente da Federação Portuguesa do Atletismo (FPA), Paulo Bernardo.

A corrida de 10 quilómetros (APO Corrida dos Ossos Saudáveis) foi ganha, no setor masculino, por Miguel Borges (SC Braga), seguido de Nuno Lopes (Vitoria FC) e Ricardo Pereira (EV Peraltafil). No setor feminino, a grande campeã foi Rafaela Fonseca (R.D. Águeda), com Dulce Félix (Benfica) e Maria Carvalho (ADRAP) a ocuparem o segundo e terceiro lugar, respetivamente.

Este ano, o percurso voltou a unir os três municípios da Frente Atlântica – Porto, Matosinhos e Vila Nova de Gaia (após conclusão das obras de reabilitação do tabuleiro inferior da ponte Luís I).

 

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
Cidade do Porto recebe meeting internacional de natação artística
23/02/2024
Promotor de estrutura na praia do Ourigo reclama indemnização de 1,7 ME
23/02/2024
Pioneirismo de médico portuense Barreto Guimarães destacado pelo The Guardian
23/02/2024
Remadores portuenses no Campeonato do Mundo de Remo
23/02/2024
Porto recebe Circuito Nacional de Escalada de Bloco
23/02/2024
Agenda do futebol de formação do Boavista FC
23/02/2024
“A história dele não é só importante no FC Porto, mas também no futebol nacional”
23/02/2024
Souto Moura assina megaprojeto imobiliário na antiga termoelétrica do Freixo
23/02/2024
Cidade do Porto recebe meeting internacional de natação artística
23/02/2024
Promotor de estrutura na praia do Ourigo reclama indemnização de 1,7 ME
23/02/2024