Em
O Primeiro de Janeiro

15 Jul 2022, 0:00

128

Companhias não querem Porto e Beja como alternativas a Lisboa

Não houve qualquer registo de pedidos de utilização dos dois aeroportos para fazer face à saturação da Portela. 

Dezenas de voos são cancelados, por dia, no aeroporto de Lisboa, deixando milhares de passageiros em desespero, mas as companhias aéreas não encaram Beja ou o Porto como alternativa.
Apesar das dezenas de voos cancelados diariamente no aeroporto de Lisboa, as companhias aéreas não encaram Beja ou o Porto como alternativa: não houve qualquer registo de pedidos de utilização dos dois aeroportos para fazer face à saturação da Portela. De acordo com o “Jornal de Notícias”, durante a pandemia as companhias despediram funcionários e não estavam à espera de uma recuperação tão rápida, acabando por levar ao cancelamento de vários voos nas últimas semanas.
Com mais 500% de passageiros em Portugal e mais 1000% na Europa até abril (face ao período da pandemia), a ANA já reforçou meios, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras pessoal e a Navegação Aérea de Portugal já negociaram espaço aéreo com os militares. Inicialmente, a International Air Transport Association (IATA) previa a recuperação do tráfego aéreo apenas em 2024, mas agora estima que sejam atingidos 83% dos passageiros de 2019 ainda em 2022.
O próprio ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, dizia esta semana, no parlamento, que “ninguém previu isto”, referindo-se à a vaga de cancelamentos da TAP na Portela no último mês. "Vivemos um problema conjuntural que afeta toda a Europa e todo o mundo". Mais de 15 mil voos vão ser cancelados na Europa este verão, segundo consultoras especializadas.
Com mais 500% de passageiros em Portugal e mais 1000% na Europa até abril, as companhias que despediram pessoal durante a pandemia não esperavam a recuperação tão rápida que obrigou a ANA – Aeroportos de Portugal a reforçar meios, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras a reforçar pessoal e a NAV – Navegação Aérea de Portugal a negociar espaço aéreo com os militares.
A International Air Transport Association (IATA) previa a recuperação do tráfego aéreo apenas em 2024, mas agora estima que sejam atingidos 83% dos passageiros de 2019 ainda este ano. “Ninguém previu isto”, dizia o ministro das Infraestruturas, esta semana, no Parlamento, justificando a vaga de cancelamentos da TAP na Portela no último mês. Além disso, apontou, “vivemos um problema conjuntural que afeta toda a Europa e todo o mundo”.
Mais de 15 mil voos serão cancelados na Europa este verão, segundo consultoras especializadas: dois mil na Lufthansa, 10300 da British Airways, 10 a 20 voos por dia na KLM, entre outras. Na TAP, contabilizamos uma média de 20 voos cancelados por dia em Lisboa.

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
Atletas de alta competição com apoio de 200 mil euros
12/04/2024
Prova de cicloturismo Porto-Gaia Granfondo vai para a estrada este domingo
12/04/2024
Pai e filha detidos no Porto por criminalidade organizada
12/04/2024
Torneio Patricius 2024 regressa ao Parque da Cidade
12/04/2024
Obras da estação do metrobus do Pinheiro Manso terminam no verão
12/04/2024
PSP constitui cinco arguidos em operação de combate à segurança privada ilegal
12/04/2024
Esta é a nova geração da Arquitetura portuense
12/04/2024
Município investe em projetos de inclusão social e combate à pobreza
12/04/2024
Atletas de alta competição com apoio de 200 mil euros
12/04/2024
Prova de cicloturismo Porto-Gaia Granfondo vai para a estrada este domingo
12/04/2024