Carruagens Arco inauguradas visando o futuro comboio 100% português

Em 2020, a CP adquiriu à espanhola Renfe 51 carruagens ARCO, consideradas "sucata", por 1,6 milhões de euros. Durante dois anos, o material circulante foi recuperado nas oficinas da empresa em Guifões, Matosinhos. Em julho de 2022, depois de ultrapassada a fase de testes e certificação, os novos equipamentos entraram ao serviço na Linha do Minho e são hoje os mais modernos da frota da CP. Reveja os momentos-chave daquela que é considerada “uma história de sucesso” com carimbo português.
"Ainda teremos um comboio integralmente português", disse o ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos.
O ministro referiu que as remodeladas carruagens Arco, compradas a Espanha e que circularão na linha do Minho, visando construir "um comboio integralmente português" no futuro. "Ainda teremos um comboio integralmente português. Aí chegaremos. Só um país que ambiciona, que sonha, que faz, que concretiza e que respeita o seu povo é que poderá algum dia ser rico", disse o governante na estação de comboios de Valença, no distrito de Viana do Castelo.
O ministro relembrou que a remodelação das carruagens Arco incorporou cerca de 95% de materiais e tecnologias feitas em Portugal, frisando que "num país que não é rico, é assim que se trabalha". "Põe-se novo com os nossos trabalhadores, com as nossas empresas, com empresas portuguesas. 95% do que está cá, em cada uma destas carruagens, é feito em Portugal, por mais de cinco dezenas de empresas portuguesas", detalhou Pedro Nuno Santos. "A preocupação do Governo é "a mobilidade", conseguir "tirar carros" das estradas portuguesas e "contribuir para a melhoria do ambiente" em Portugal.
O responsável da empresa ferroviária referiu que as carruagens estão e são "novas", lembrando que aquando da compra a Espanha foram apelidadas de "sucata".
Já o presidente da Câmara de Valença, José Manuel Carpinteira, pediu a redução do preço do passe para circular na linha do Minho, "para incentivar ao uso e utilização do comboio", e também "que haja mais frequência de comboios entre Vigo e o Porto, mas pelo menos entre Valença e Viana".

 

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
Atletas de alta competição com apoio de 200 mil euros
12/04/2024
Prova de cicloturismo Porto-Gaia Granfondo vai para a estrada este domingo
12/04/2024
Pai e filha detidos no Porto por criminalidade organizada
12/04/2024
Torneio Patricius 2024 regressa ao Parque da Cidade
12/04/2024
Obras da estação do metrobus do Pinheiro Manso terminam no verão
12/04/2024
PSP constitui cinco arguidos em operação de combate à segurança privada ilegal
12/04/2024
Esta é a nova geração da Arquitetura portuense
12/04/2024
Município investe em projetos de inclusão social e combate à pobreza
12/04/2024
Atletas de alta competição com apoio de 200 mil euros
12/04/2024
Prova de cicloturismo Porto-Gaia Granfondo vai para a estrada este domingo
12/04/2024