A emigração portuguesa para os Países Baixos é um fenómeno relativamente recente. Em 2019, foi atingido o número máximo de entradas de portugueses naquele país neste século.
Em termos comparados, Portugal encontrava-se 24.º lugar entre os países de origem da migração para os Países Baixos, em 2020. Os portugueses, nos Países Baixos estão, na sua maioria, em idade ativa, sendo a proporção de homens ligeiramente superior à de mulheres.
As províncias de Zuid-Holland, Noord-Holland e Noord-Brabant concentram mais de dois terços de todos os portugueses residentes nos Países Baixos.
As atividades administrativas e dos serviços de apoio, da indústria transformadora, do comércio e reparação de veículos, do alojamento e restauração e das atividades de consultadoria científicas e técnicas empregavam mais de 72% dos ativos portugueses imigrados nos Países Baixos, em 2019.