Nuno Botelho foi reeleito para a presidência da Associação Comercial do Porto (ACP), no decurso da assembleia-geral que reconduziu, também, todos os elementos do corpo diretivo, anunciou a instituição.
Foram igualmente reconduzidos Álvaro Costa, como vice-presidente, Filipe Avides Moreira, 1º secretário, e Gonçalo Moreira, 2º secretário, acrescenta a nota de imprensa da ACP.
O presidente reeleito está na liderança da mais antiga associação empresarial portuguesa desde outubro de 2013, quando sucedeu a Rui Moreira no cargo, após este ter vencido as eleições autárquicas no Porto.
Citado pelo comunicado, Nuno Botelho defendeu que, no quadro de recuperação económica, “é fundamental que a associação se mantenha firme nos propósitos e sólida na sua atuação”.
“Temos de nos concentrar no essencial, que passa por agir em defesa dos interesses da nossa região e em prestar melhores serviços aos nossos associados”, disse Nuno Botelho, sublinhando serem esses propósitos que o “animam e motivam a renovar a liderança da instituição”.
Salientando ter a ACP “desempenhado um papel crucial na proteção dos seus associados e em defesa daquela que é a sua área de atuação predominante, o desenvolvimento económico da região Norte”, o responsável disse que a sua direção não irá “abdicar de exercer esse papel”.
Nuno Botelho assinalou ainda a importância da “estabilidade e coesão” da instituição fundada em 1834 e com estatuto de Câmara de Comércio e Indústria obtido em 1982.
Realça o comunicado que a instituição, ao longo da história, “tem assumido um papel determinante na defesa dos interesses estratégicos do Porto e Norte de Portugal, com particular ênfase na sua comunidade de negócios e em áreas essenciais ao seu desenvolvimento económico, como as infraestruturas aeroportuárias, os transportes e as telecomunicações”.