Técnico ficou satisfeito com a reação do FC Porto ao golo madrugador do Tondela, que permitiu vencer por 1-3, contudo, estranhou a quantidade de faltas assinaladas à sua equipa por Fábio Veríssimo.
“Acho estranho tantas faltas da nossa parte. Vinte e três com mais de 60% de posse de bola. Foi assim que o Tondela conseguiu fazer o golo. Parece-me que o jogo não foi assim tão duro”, assinalou o treinador do FC Porto, no final da partida em Tondela, em declarações à Sport TV.
Quanto ao jogo, Sérgio assinalou que “nunca é fácil depois de um jogo bem conseguido na Liga dos Campeões” ir jogar com um Tondela “bem organizado e trabalhado” que vinha de três vitórias consecutivas: “Entrar a perder nunca é bom, mas não nos afetou minimamente. Fizemos um jogo muito competente, assumimos, criámos algumas situações mesmo quando ainda estava 11 contra 11. Muita posse, capazes de chegar por fora, por dentro, mesmo com pouco espaço boa utilização da profundidade. Em todos os capítulos foi um bom jogo da nossa parte. Criámos ocasiões para fazer o terceiro golo e fechar o jogo mais cedo.”
Sérgio Conceição assinalou que “com tantas faltas” contra o FC Porto, com 1-2 no placard, “um lance de bola parada podia ser perigoso”.
“Mas foi um resultado completamente merecido e justo, num jogo muito competente dos meus jogadores. Estão de parabéns”, acrescentou.
Num momento mais leve, o treinador do FC Porto revelou a razão de ter recolhido aos balneários, no final da primeira parte, com cara de mau: “Não gostei tanto de alguns jogadores irem de pitões de borracha para o jogo.