A Brisa foi nomeada a operadora de rede de auto-estradas mais sustentável da Europa na edição do ranking de sustentabilidade GRESB 2021 – Global Real Estate Sustainability Benchmark –, obtendo a pontuação global de 95 pontos em 100, acima do resultado geral obtido na edição anterior.
Trata-se da terceira vez consecutiva que a Brisa alcança a liderança na sustentabilidade com foco na manutenção e operação de auto-estradas, o que comprova, vinca a empresa em comunicado, «o compromisso da empresa com um futuro mais sustentável, através de programas de eficiência energética e aposta na descarbonização da mobilidade». O destaque dado à Brisa na sustentabilidade como empresa do sector de infra-estruturas ocorreu num contexto competitivo marcado pelo aumento de 35% das empresas avaliadas, face à edição de 2020, num total de 559.
Na edição de 2021, o GRESB avaliou mais de 700 fundos e activos de infra-estruturas, além de mais de 1.500 empresas de imobiliário, cujos activos estão avaliados, no total, em 5,7 biliões de dólares. O GRESB atribuiu também à Brisa, e pelo terceiro ano consecutivo, o estatuto de empresa Five Star Rating, devido aos excelentes resultados da empresa nos três critérios ESG – ambientais, sociais e de governação. A Brisa consolidou o seu desempenho ESG, repetindo a pontuação máxima (100/100) em 10 dos 14 indicadores avaliados: Liderança, Reporte, Relações com Stakeholders, Energia, Emissões de Gases com Efeito de Estufa, Qualidade do Ar, Gestão de Resíduos, Biodiversidade e Habitats, Saúde e Segurança e Clientes.
Brisa focada num «futuro mais sustentável»
fronteiras camiões iruO GRESB é um índice de referência ESG alinhado com os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas e com o Acordo de Paris, e é um suporte para a decisão de mais de 130 investidores institucionais como a BlackRock, o ING ou a UBS que, assim, monitorizam e identificam oportunidades e compreendem melhor o risco dos seus investimentos.