Durante a tarde da passada quarta-feira, as urgência do Hospital Eduardo Santos Silva, em Vila Nova de Gaia, registaram um fluxo anormal de pessoas, que segundo o Presidente do Conselho de Administração chegou a ser “quatro vezes superior” à afluência normal.
O Presidente do Conselho de Administração explicou, esta quinta-feira, que a afluência anormal às urgências do Hospital de Vila Nova de Gaia, devem-se essencialmente a alguns fatores, nomeadamente “à resposta que não acontece nos outros níveis de cuidados, principalmente nos cuidados de saúde primários e a linha da saúde 24”.