Uma nova vaga de covid-19 está a ganhar terreno em toda a Europa, atingindo sobretudo os países com taxas de vacinação baixas, mas também os jovens, e obrigando os governos a reimpor restrições.
Gustavo Tato Borges, vice-presidente da Associação de Médicos de Saúde Pública, acredita que a deteção em Portugal da subvariante da variante delta do SARS-CoV-2, AY4.2, merece atenção mas não dramatização. Para o especialista, esta situação da emergência de novas variantes reforça “a mensagem da importância da vacinação”.
O Governo israelita revelou esta quinta-feira que foi detetado neste país um primeiro caso da nova variante AY4.2 do coronavírus da covid-19, subvariante da variante Delta, já identificada em vários países europeus, incluindo Portugal e Reino Unido.
Com o inverno a chegar e a pandemia longe de ter um fim à vista, os médicos britânicos pedem que algumas restrições sejam imediatamente reintroduzidas devido ao aumento de novas infeções e hospitalizações por Covid-19 na Inglaterra. Isto se o país quiser evitar “uma crise de inverno”.