SAD portista descreve o exercício financeiro de 2020/21 como “o melhor resultado obtido pela sociedade”, numa época com lucros consideráveis da Liga dos Campeões e sem adeptos nas bancadas.
   
A SAD d FC Porto anunciou um resultado financeiro positivo de 33,405 milhões de euros, o “melhor resultado obtido pela sociedade”. As contas da SAD foram apresentadas pelo vice-presidente Fernando Gomes, no Estádio do Dragão.
Apesar da interdição dos estádios e a limitação da receita das bilheteiras, os proveitos operacionais – excluindo custos com passes de jogadores – subiram para 153,6 milhões de euros, principalmente devido à participação do FC Porto na Liga dos Campeões, que chegou aos quartos de final.
Os proveitos operacionais tinham sido de 87,2 milhões de euros na temporada anterior. A subida é de 66,3 milhões.
Já os custos também cescerem, embora ligeiramente. O clube justifica com “prémios que pertencem à temporada passada e que penalizaram o resultado em 9,4 milhões de euros”. Os custos operacionais passaram de 138,8 milhões para 141,8 milhões.
A transação de passes teve um contributo de 74 milhões de euros para as contas.
A SAD portista anunciou ainda o aumento do ativo em 107,1 milhões de euros para um total de 407 milhões. Já o passivo cresceu em 74,2 milhões. de 451,8 milhões para 526,1 milhões de euros.