O Teatro Nacional São João (TNSJ) vai reabrir ao público a 22 de outubro. Depois de ter estado encerrado para obras desde março, regressa com uma nova programação.
Sob o mote “O Centenário acaba aqui”, a temporada 2021/2022 do Teatro Nacional São João (TNSJ) propõe-se a recuperar parte do programa que a pandemia adiou, através de um conjunto de iniciativas que encontram agora o seu tempo. Entre Setembro e Março há nove estreias, incluindo duas produções próprias, quatro espectáculos internacionais, um deles em estreia nacional, e 14 co-produções.
A reabertura de portas do edifício-sede do TNSJ, após obras de reabilitação, acontece a 22 de Outubro, com um programa de três dias que inclui um colóquio, uma exposição museográfica, o lançamento de três volumes da colecção Cadernos do Centenário e a estreia de uma nova produção: Lear, uma das obras mais aclamadas de Shakespeare, com encenação de Nuno Cardoso.
A reabilitação do interior deste teatro enquadra-se na comemoração do centenário do projeto do arquiteto José Marques da Silva e teve um custo de cerca de 1,5 milhões de euros. Durante os meses em que esteve encerrado, o espaço sofreu uma “intervenção transversal que garantirá a conservação e beneficiação deste Monumento Nacional, recuperando estruturas e elementos arquitetónicos degradados, debelando patologias estruturais graves, renovando equipamentos desatualizados, introduzindo urgentes melhorias ao nível da segurança contra incêndios e estabelecendo um novo paradigma de eficiência energética”, como é explicado no site do próprio teatro.

Facebook
Twitter
Instagram