O executivo de Vila Nova de Gaia, distrito do Porto, aprovou hoje o lançamento de um concurso internacional que visa a criação de uma piscina olímpica junto ao parque da Lavandeira, um projeto de 10 milhões de euros.
Gaia aprova por unanimidade criação de piscina olímpica de 10 milhões de euros na Lavandeira
Em causa está um equipamento descrito como complexo aquático de formação que o presidente da Câmara de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, chamou de “centro de alto rendimento de natação”.
A proposta submetida pela maioria socialista foi aprovada por unanimidade, com o vereador do PSD Cancela Moura a considerar que “a polivalência deste equipamento também poderá reforçar a vertente de formação e o apoio a associações e à Terceira Idade”.
O projeto inclui vários tanques de água, sendo um deles com seis pistas de 25 metros e outro com duas pistas e 50 metros, ou seja, de acordo com as necessidades de práticas olímpicas.
O espaço será para edificar ao lado do parque da Lavandeira, em terreno da Câmara Municipal, mas o investimento será de privados.
Eduardo Vítor Rodrigues referiu que pretende que esta seja “uma piscina de âmbito regional” e garantiu que a autarquia será responsável pela área social, nomeadamente pela gestão e patrocínio do uso por parte das escolas e associações locais.
“A malha urbana do Grande Porto está carecida de piscinas desta natureza. No Porto existe a do Fluvial e depois faltam alternativas. Fizemos um estudo económico que nos apontou para o caminho da concessão”, descreveu aos jornalistas Eduardo Vítor Rodrigues no final da reunião camarária que decorreu esta manhã.
O autarca somou como mais-valia do projeto o facto do equipamento poder vir a ser usado como centro de treinos pelos bombeiros.

Facebook
Twitter
Instagram