O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, prevê deslocar-se ao Brasil no final deste mês para a reabertura do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo.
Encerrado desde o incêndio de dezembro 2015, que destruiu dois terços da estrutura do edifício e provocou a morte de um bombeiro, o museu vai reabrir ao público em 31 de julho, anunciaram as autoridades do estado de São Paulo no início deste mês.
Em carta enviada à Assembleia da República na semana passada, o chefe de Estado pede o assentimento para esta deslocação, referindo que está prevista para entre os dias 29 de julho e 03 de agosto, para estar presente na cerimónia de reinauguração deste museu. O assentimento da Assembleia da República às deslocações do chefe de Estado é uma formalidade imposta pela Constituição, que estabelece que o Presidente da República não pode ausentar-se do território nacional sem autorização do parlamento.
Recorde-se que a reabertura do museu estava programada para 17 de julho, dia em que a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) comemora 25 anos, mas a data foi adiada pelo governo ‘paulista’.

Facebook
Twitter
Instagram