Depois de apresentar o Filmaporto Film Commission, o projeto que pretende impulsionar o Porto como “Cidade do Cinema” e que irá incluir cinco bolsas de ajuda à produção no valor total de 20 mil euros cada, o município acaba de anunciar a data de abertura da primeira fase de candidaturas.
A primeira edição das “Bolsas Filmaporto” arranca no próximo dia 6 de julho e prolonga-se até ao dia 27 do mesmo mês. “As cinco bolsas serão concedidas, mediante concurso, a propostas de cinema de ficção e documental, séries, cinema experimental e ensaio”, avançou a Câmara Municipal do Porto.
Em causa, acrescentou, estão duas modalidades de apoio, dirigidas “a diferentes públicos”: a bolsa António Neves e a bolsa Edmond Pascaud. Enquanto a primeira se destina a “artistas, realizadores e produtores residentes no concelho do Porto”, a segunda é dirigida a “artistas, realizadores e produtores residentes fora do concelho”.
No total, o município do Porto vai atribuir cinco bolsas, no valor de 20 mil euros cada.
As candidaturas serão, posteriormente, analisadas por um júri composto por Américo Santos, cineclubista, produtor, distribuidor, programador no Festival Luso-Brasileiro de Santa Maria da Feira e proprietário da sala de cinema Cinema Trindade, Paulo Cunha, historiador do cinema português, docente e investigador e Filipa Reis, produtora e realizadora cinematográfica.
Todas as informações a propósito das “Bolsas Filmaporto” estão disponíveis para consulta na página oficial do projeto.

Facebook
Twitter
Instagram