Não haverá quarentena para passageiros que cheguem dos EUA.

Os voos da Delta Air Lines entre os Estados Unidos e Portugal serão retomados a 1 de agosto próximo, na sequência do levantamento pelo governo português das restrições à entrada de passageiros em turismo, permitindo assim que os viajantes de lazer norte-americanos visitem o país pela primeira vez em mais de um ano, anunciou nesta quarta-feira, dia 23 de junho, a companhia aérea norte-americana.
No comunicado distribuído a Delta Air Lines recorda que “a entrada nos EUA para os viajantes provenientes de Portugal, ou que tenham estado no espaço Schengen, nos 14 dias prévios à viagem, mantém-se restrita”.
A Delta vai operar com quatro voos semanais diretos entre Nova Iorque-JFK e Lisboa. Os serviços da Delta entre os EUA e Portugal são operados em conjunto com os parceiros Air France, KLM e Virgin Atlantic. Como parte desta parceria, os passageiros também podem chegar a Portugal por via dos hubs europeus da Delta em Amesterdão e Paris.
“Portugal tem sido um dos destinos mais populares da Delta para os viajantes de lazer e saudamos a decisão do governo português de reabrir as fronteiras aos turistas dos EUA, apoiando ainda mais a recuperação económica da pandemia global”, afirma Amy Martin, diretora-geral de Planeamento da Rede Internacional da Delta, num comunicado distribuído. “Os clientes da Delta dos Estados Unidos podem conectar-se convenientemente a Lisboa através do hub da Delta em Nova Iorque-JFK, tornando-se assim mais fácil juntarem-se aos seus entes queridos e desfrutarem de novas experiências de viagem.”
A rota de Lisboa da Delta é um importante marco para a recuperação do setor do turismo português. No período pré-pandemia, os EUA foi um dos mercados que mais cresceu em Portugal, com mais de 20% em 2019 face ao ano anterior, segundo dados do Turismo de Portugal.
A Delta vai operar aviões Boeing 767-300 nos voos entre Nova Iorque e Lisboa, oferecendo as classes executiva Delta One, com assentos totalmente reclináveis e acesso ao corredor a todos, bem como a Delta Comfort+ e a Main Cabin.
Os passageiros que viajam para Portugal deverão ter um teste PCR ou NAAT negativo ou um teste de antigénio negativo, respetivamente nas 72 horas ou nas 24 horas prévias à viagem. Não haverá quarentena para os passageiros que viajam dos Estados Unidos. A quarentena vai aplicar-se, segundo as restrições aplicáveis nesta data (23 de junho de 2021) a viajantes originários da África do Sul, Brasil, Índia ou Nepal.
No comunicado distribuído a Delta Air Lines recorda que “a entrada nos EUA para os viajantes provenientes de Portugal, ou que tenham estado no espaço Schengen, nos 14 dias prévios à viagem, mantém-se restrita”.
O Centro de Planeamento de Viagens da Delta, que pode ser contactado online, contém informações detalhadas sobre as viagens internacionais, sendo os clientes incentivados a verificar os requisitos de entrada antes da partida.

Facebook
Twitter
Instagram