Julião Sarmento nasceu em Lisboa, em 1948. O artista plástico que representou Portugal na Bienal de Veneza, em 1997, iniciou a carreira nos anos 70 e combinou vários suportes nos trabalhos realizados. Sarmento trabalhou com a pintura, mas também com a fotografia, com o desenho, com o vídeo ou com o som.
Cruzou várias artes e são visíveis, na sua obra, referências ao cinema, à literatura ou à música. No ano passado editou um livro de fotografia, “Café Bissau”, que reúne imagens captadas entre 1964 e 2017.
O trabalho de Julião Sarmento pode ver-se em vários pontos do país e está exposto em museus de cidades tão diversas como Madrid, Tóquio, Nova Iorque ou Bolonha. Além da já referida Veneza, também esteve presente, e mais do que uma vez, na bienal de Paris e na de São Paulo.
Recebeu prémios como o IL Lazio, em Itália, ou o AICA de artes visuais, que lhe foi entregue em 2012.
O artista plástico tinha 72 anos.

Facebook
Twitter
Instagram