A ponte móvel de Leixões, entre Leça da Palmeira e Matosinhos, deveria reabrir ao trânsito esta sexta-feira, 30 de abril, depois de um mês encerrada para “trabalhos de manutenção”, mas vai continuar fechada “por um período de mais três semanas”.
“A Ponte Móvel do Porto de Leixões irá prolongar o período de interrupção que se iniciou a 30 de março, até que estes trabalhos se encontrem concluídos e seja garantido o bom funcionamento e a segurança de operação do equipamento”, revelou esta quinta-feira a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL).
Em comunicado, a entidade explica que “os trabalhos de manutenção preventiva” foram realizados e decorreram “com sucesso”, tendo incluído a mudança do cilindro do lado Norte/Nascente e da rótula Sul/Nascente, que ainda não tinha sido objeto de substituição.
Contudo, durante os testes finais terá sido detetada “uma anomalia no cilindro Norte/Poente”. O incidente “obrigará à substituição de uma das suas rótulas, operação sem a qual não é possível concluir sobre a génese da patologia que impede o normal funcionamento desta infraestrutura”, explica.
De acordo com a APDL, continuará a ser assegurado, gratuitamente, o transporte de peões entre Matosinhos e Leça da Palmeira, enquanto o trânsito automóvel será direcionado para o viaduto da A28. 
“O transporte entre as margens será assegurado por autocarros fretados pela APDL para o efeito, que vão funcionar durante 24 horas, de 10 em 10 minutos durante o dia (das 7h00 às 22h00) e de 20 em 20 minutos durante a noite (das 22h00 às 7h00)”, referiu, especificando que as paragens se situam, em Matosinhos, no acesso nascente à ponte móvel (junto à paragem da MARÉ de Matosinhos) e, em Leça da Palmeira, por baixo da Ponte (junto à paragem dos STCP).

Facebook
Twitter
Instagram