O candidato presidencial Vitorino Silva e o atual chefe de Estado e recandidato, Marcelo Rebelo de Sousa, vão ter um debate televisivo em 20 de janeiro, no Porto Canal.
“Tino” (Vitorino Silva) congratulou-se com a disponibilidade do Presidente da República para trocar ideias, apesar de as outras televisões lhe “terem fechado a porta”.
“Esse debate está confirmado, mas também quero discutir com outros. Quem quiser debater com o ‘Tino’ pode fazê-lo no Porto Canal ou noutro sítio qualquer. Eu só entro em casas em que as pessoas me abram a porta. Não mando na SIC, TVI nem RTP e não vou pedir esmolas. Eles é que mandam na casa deles”, disse o calceteiro, que se recandidata à Presidência da República depois de, em 2016, ter recebido 3,28% dos votos, num total de 152.094.
O presidente do RIR (Reagir, Incluir, Reciclar) referia-se ao critério adotado pelas televisões generalistas para a organização de debates presidenciais, segundo o qual só foram idealizados 15 confrontos entre os seis candidatos apoiados por partidos políticos com assento na Assembleia da República.
Na rede social Twitter, o diretor de informação do Porto Canal, Tiago Girão, já havia considerado “indispensável a realização de debates entre todos os candidatos a Presidente da República”.
O Porto Canal “já contactou todas as candidaturas e já está a agendar os debates que irão colocar frente a frente o Vitorino Silva com os restantes candidatos à Presidência da República”, afirmou o diretor.
Os debates deverão acontecer depois de 10 de janeiro.

Facebook
Twitter
Instagram