Candidato queixa-se de desigualdade por não ter sido convidado a participar nos frente-a-frente das televisões.
Vitorino Silva, mais conhecido por Tino de Rans, garante já ter as 7500 assinaturas que lhe permitem concorrer à Presidência da República, nas eleições de janeiro de 2021.
A entrega das assinaturas vai ser feita na próxima semana, sendo que os candidatos têm até dia 27 de dezembro para formalizar a candidatura junto do Tribunal Constitucional.
O candidato queixa-se de tratamento desigual, por não ter sido convidado a participar nos frente-a-frente marcados para as televisões. Tino de Rans fala num campeonato desigual, onde se põe a carroça à frente dos bois.

Facebook
Twitter
Instagram