< Covid-19 PORTUGAL TEM UMA CRIANÇA COM QUADRO DE DOENÇA INFLAMATÓRIA GRAVE Portugal regista um caso de uma criança com uma “situação semelhante” e “quadro clínico parecido” à doença inflamatória grave associada à covid-19 que tem sido reportada noutros países, revelou hoje a diretora-geral da Saúde. “Há uma situação que configura um quadro clínico pelo menos parecido ao que tem sido reportado, o que é absolutamente normal. Trata-se de uma situação semelhante. Não dispomos ainda de uma avaliação completa que permita aferir se se trata de um caso da doença inflamatória grave que afeta crianças”, disse Graça Freitas, questionada pela Lusa, na conferência de imprensa diária para fazer o balanço epidemiológico da covid-19 em Portugal. Na quarta-feira, a diretora-geral da Saúde disse que até esse dia não tinha sido registado nenhum caso em Portugal e hoje indicou existir "o reporte de uma situação semelhante, que ainda carece de uma melhor caracterização para ver se é exatamente igual às outras" relatadas. De acordo com a responsável da Direção-Geral da Saúde, é preciso “esperar para ver outros parâmetros” de análise da situação. “Isto é absolutamente normal. Não há motivo para, na literatura médica, aparecer um reporte de casos em idade pediátrica e em Portugal, há medida que temos mais casos, não aparecerem casos”, observou. A Organização Mundial de Saúde (OMS) está a investigar possíveis ligações entre a covid-19 e uma doença inflamatória grave que afeta crianças, mas afirmou que, por enquanto, se trata de casos "muito raros". Maria João Brito, responsável pela Unidade de Infecciologia do Hospital Dona Estefânia, a unidade de referência para a covid-19 em idade pediátrica, pertencente ao Centro Hospitalar Lisboa Central, disse, na quarta-feira, que "há duas, três semanas", os colegas espanhóis, ingleses, e mais tarde os italianos, reportaram o aparecimento de alguns casos de crianças e adolescentes com este quadro clínico. A infeciologista explicou que "o síndroma de choque tóxico é provocado por umas bactérias muito agressivas e a doença de Kawasaki é uma doença que não se conhece a causa.

Facebook
Twitter
Instagram