O Sea Life Porto, em parceria com todos os centros Sea Life espalhados pelo mundo, uniu forças com mais de 100 aquários para formação de uma coligação global cujo compromisso assenta na consciencialização da sociedade sobre a poluição do plástico.

A Comissão Europeia e o Programa das Nações Unidas para o Ambiente, com o apoio do Museu Oceanográfico do Mónaco, da União Europeia de Curadores de Aquários, da Associação Mundial de Zoos e Aquários, da Parceria de Conservação do Aquário dos EUA e a Comissão Oceanográfica Intergovernamental da UNESCO, estão a coordenar uma aliança global com o intuito de juntar ao movimento 200 aquários até 2019.
“A chamada para a cooperação global foi um dos compromissos oficiais anunciados pelo Comissário da União Europeia para o Ambiente, Assuntos Marítimos e Pescas, Karmenu Vella, na quinta edição da conferência internacional “O Nosso Oceano”, realizada em Bali (Indonésia)”, revela nota enviada às redações.
Às organizações que se juntam agora ao movimento são apresentados diferentes desafios para que consigam mobilizar a sociedade em prol da diminuição do uso do plástico, como a dinamização de atividades sobre o tema nas próprias instalações e também o reforço de ações de comunicação em todos os canais possíveis. “Outra proposta é a alteração de algumas políticas internas que permitam a eliminação de itens de plástico de uso único nestes espaços. O movimento encoraja também as organizações como o Sea Life Porto a aliarem-se com potenciais parceiros, como patrocinadores e fundadores de ONG, para maximizar o impacto através da promoção de melhores práticas na mudança de comportamentos a nível local, regional, nacional e também a uma escala global”, pode ler-se na nota.
James Burleigh, embaixador do Sea Life, afirma que “a conservação está no coração dos centros Sea Life e, portanto, unirmo-nos a esta aliança global não só é fundamental para nós (como especialistas em conservação e animais), mas também para os milhões de visitantes do Sea Life que têm a oportunidade de aprender mais sobre esta ameaça que é o plástico. A maré contra os problemas dos plásticos tem que inverter agora, antes que seja tarde demais e é por isso que esta coligação é tão importante ”.
Ao longo dos últimos anos o Sea Life Porto tem desenvolvido inúmeras ações de sensibilização junto dos seus visitantes e junto da comunidade, uma missão prioritária segundo Rui Ferreira, diretor geral do espaço de entretenimento e educação marinha. “Consciencializar quem nos visita faz parte do nosso ADN e, por isso, existem várias áreas do nosso espaço que são dedicadas exatamente à vertente mais educativa. Além disso, realizamos ações de sensibilização com bastante frequência, como a Limpeza de Praia, que aconteceu há algumas semanas na Praia do Castelo do Queijo, no Porto, e que evitou que 200 quilos de lixo fossem parar ao mar. Ainda em 2018 apoiámos, por exemplo, a jovem Eugénia Barroca a voar até ao México para representar Portugal no World Ocean Summit 2018, um evento dedicado à temática dos oceanos e à sua conservação” sublinha o diretor do Sea Life Porto.

Facebook
Twitter
Instagram