Segundo o ministro dos Negócios Estrangeiros português, Portugal e China estão a concluir um memorando de entendimento no âmbito da iniciativa ‘Uma Faixa, Uma Rota’, centrada no investimento de infraestruturas.

Em Macau, durante uma visita oficial, o governante sublinhou o interesse de Portugal em contribuir na iniciativa ‘Uma Faixa, Uma Rota’, proposta em 2013 pelo Presidente chinês e que tem como objetivo reforçar as ligações e dinamizar o comércio entre várias economias da Ásia, do Médio Oriente, da Europa e de África, através do investimento em infraestruturas.
Anteriormente, Santos Silva já anunciara um acordo com as autoridades de Macau sobre cinco projetos comuns de cooperação entre aquele território e Portugal nas áreas de economia, educação, ciência e tecnologia.
Os cinco projetos prendem-se, adiantou Augusto Santos Silva, com a cooperação na área da defesa dos consumidores, «na intensificação da presença de empresas portuguesas em Macau», na criação de um fundo comum destinado a apoiar projetos na área da ciência e tecnologia (a lançar até ao final do ano), no âmbito da mobilidade no ensino superior, e no reconhecimento recíproco de graus académicos.

 

Facebook
Twitter
Instagram