O primeiro-ministro propôs hoje a nomeação do antigo secretário de Estado da Cooperação João Gomes Cravinho para novo ministro da Defesa Nacional, em substituição de José Azeredo Lopes, o que foi aceite pelo Presidente da República.

O embaixador João Gomes Cravinho é o novo ministro da Defesa, numa remodelação do Governo aceite pelo Presidente da República este domingo, em que o primeiro-ministro, António Costa, aproveita para mudar mais três responsáveis ministeriais. Assim, Marta Temido é a nova ministra da Saúde, Graça Fonseca passa a responsável pela Cultura e Pedro Siza Vieira pela Economia, mantendo a função de ministro adjunto do primeiro-ministro. Este último ministério perde a secretaria de Estado da Energia, que passa para a tutela do ministro do Ambiente e da Transição Energética, devendo em breve ser anunciado o nome que substitui o secretário de Estado Jorge Seguro Sanches. A posse dos novos ministros será dada pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na segunda-feira ao meio dia.
Após a demissão do ministro da Defesa, na sexta-feira ao fim da tarde, na sequência do caso do roubo do armamento em Tancos em Junho de 2017, António Costa aproveitou para mudar ministros que tinham pedido para sair. É o caso de Adalberto Campos Fernandes, que deixa a Saúde, de Manuel Caldeira Cabral, que sai do Ministério da Economia, e de Luís Filipe Castro Mendes, que sai da Cultura.

Facebook
Twitter
Instagram