Emprego e crédito a empresários foram as principais medidas levadas pelo secretário de Estado das Comunidades aos portugueses e lusodescendentes na Venezuela.

O governo português lançou uma linha de crédito de 50 milhões de euros para financiar empresários portugueses e lusodescendentes que queiram sair da Venezuela e regressar a Portugal. O anúncio foi feito em Caracas, no último dia da visita oficial do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, que se iniciou no passado sábado.
De acordo com o jornal Público, a linha de crédito, lançada pelo Ministério da Economia, pode atingir os 75 mil euros por empresário. Terá um juro máximo de 3% e disponibilizará empréstimos a dez anos, aos quais acrescem mais três anos de carência.
Foi ainda anunciado o lançamento de uma plataforma digital do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), a Lefponline – Regresso da Venezuela, que disponibiliza cerca de 18 mil postos de trabalho em Portugal, destinados aos portugueses e lusodescendentes que queiram regressar ao país.

 

Facebook
Twitter
Instagram