No próximo ano letivo, Lisboa e Porto podem sofrer cortes maiores nas vagas do concurso de acesso ao ensino superior.

Refira-se que a medida introduzida este ano tem gerado alguma contestação. O Governo decidiu nomear um grupo de trabalho para avaliar as alterações adotadas este ano e para propor eventuais mudanças.
O ministro Manuel Heitor admite que dependendo desta análise, os cortes podem ser mais acentuados no próximo ano.
Os resultados da terceira fase do concurso de acesso ao ensino superior foram divulgados esta noite. Foram, assim, colocados 777 novos estudantes. No total das três fases foram admitidos 45.313 estudantes. Foram preenchidas 89 por cento das vagas iniciais colocadas a concurso. Sobraram 3.468 vagas.

Facebook
Twitter
Instagram