Está instalada na Rua do Campo Alegre a empresa que desenvolverá, a partir do Porto, “o carro do futuro”. A joint venture (aliança) entre a portuguesa Critical Software e a multinacional BMW, que dá pelo nome de Critical TechWorks, já tem uma centena de funcionários e, nos próximos tempos, a ambição é subir largamente o número de contratações. A inauguração aconteceu esta manhã e contou com a presença do presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, e do vereador com o pelouro da Economia, Turismo e Comércio, Ricardo Valente.

O Porto continua a atrair o investimento externo de grandes empresas na área da tecnologia informática. O mais recente exemplo vem da Critical TechWorks, uma nova empresa que nasce da aliança entre a nacional Critical Software – uma das melhores posicionadas no mundo no desenvolvimento de software e que tem entre os seus principais clientes a NASA – e a conceituada marca de automóvel alemã BMW.
Três meses após o anúncio de que a sede da Critical TechWorks ficaria no Porto, já podem arrancar os primeiros trabalhos com vista à produção de um software pioneiro que será utilizado a bordo dos carros da BMW. Na realidade, em todo o processo de prospeção de mercado para a instalação dos novos escritórios, contou com o apoio da InvestPorto, entidade municipal que concentra os recursos e competências na área de atração de investimento para a cidade.
Segundo informação oficial da Critical Software este momento “assinala o início de uma auspiciosa colaboração entre a Critical Software e o grupo BMW, dando origem a uma nova e dinâmica empresa – a Critical Techworks”, que tem por missão mudar o modo como o mundo se move.
Na inauguração, Klaus Straub, CIO e vice-presidente sénior do grupo BMW, pontuou o discurso, dirigido aos novos colaboradores, com uma simples hashtag: #enjoyit (desfrutem). Também o presidente da Câmara do Porto tinha, momentos antes, dado as boas-vindas aos novos quadros que escolheram a cidade para trabalhar – e muitos deles também para viver – referindo que, o mais importante é que “sejam felizes na cidade”.
Participaram também da cerimónia, Kai-Uwe Balszuweit, vice-presidente para a área de software e managing diretor para o software BMW Car IT, Gonçalo Quadros, fundador e CEO da Critical Software, e Rui Cordeiro, CEO da Critical TechWorks.
Em junho, Gonçalo Quadros, tinha avançado ao Jornal Público que a “Critical TechWorks será pioneira, a referência à escala global, na construção do carro do futuro e de uma nova e espetacular era, no que toca aos serviços de mobilidade”.
Impulsionada pela dinâmica da cidade e pela excelência dos recursos humanos que aqui encontrou, a Critical Software instalou-se no Porto em 2017. Agora, escolheu novamente a cidade, em conjunto com a BMW, para produzir o carro que impulsionará a evolução da indústria automóvel.

Facebook
Twitter
Instagram