A expansão urbanística do Porto nos terrenos da Quinta de Santo Ovídio, onde casou Eça de Queirós, são tema de uma sessão na Casa-Museu Marta Ortigão Sampaio, pelas 15 horas desta terça-feira.

De acesso livre, mas condicionado pela dimensão da sala e com inscrição prévia obrigatória, a sessão é orientada pela museóloga Isabel Andrade Silva e consiste numa apresentação temática sobre “Rua de Álvares Cabral – Porto em expansão”.
O tema remete para o que foi tratado num Percurso Cultural que, há uns meses, esteve no terreno para descobrir melhor a quinta onde aquela rua foi aberta há um século e na qual tinha casado Eça de Queirós: a Quinta de Santo Ovídio, que era, na época, a maior propriedade rural do Porto.

Facebook
Twitter
Instagram