Uma cabeça de marioneta é o objeto escolhido para a próxima sessão do ciclo municipal Um Objeto e seus Discursos por Semana. A sessão, marcada para o próximo sábado, dia 22, pelas 18 horas, na Quinta da Bonjóia, assinala os 30 anos do Teatro de Marionetas do Porto.
A instituição criativa da cidade tem vindo a consolidar e ampliar a sua ação apesar do desaparecimento precoce do seu fundador e principal autor, João Paulo Seara Cardoso.
A companhia – que, além do Teatro na Rua de Belomonte, inaugurou em 2013, na mesma artéria, o Museu das Marionetas – dinamiza um pólo pedagógico na Quinta de Bonjóia, onde parte do seu espólio serve para animar e ensinar as muitas crianças que usufruem deste espaço.
Como mote da conversa, estará a grande cabeça do espetáculo “Make Love Not War” (2010), com encenação de Seara Cardoso a partir de “Lisístrata”, numa peça escrita por Aristófanes contra a guerra.
A sessão, conduzida por Raquel Castello-Branco, da Câmara do Porto, constitui uma oportunidade para recordar trinta anos de criações teatrais com a diretora da companhia, Isabel Barros e um dos teóricos que mais a vem acompanhando, Tiago Bartolomeu Costa.
Para participar terá de adquirir bilhete, no valor de 2 euros, através do site www.bilheteiraonline.pt ou nos locais habituais. Devido à natureza do local, a lotação máxima é de 100 lugares.
Facebook
Twitter
Instagram