Movimento 5 estrelas exige que partidos da União Europeia recebem migrantes.
O vice-primeiro-ministro italiano e líder do movimento Cinco Estrelas, Luigi Di Maio, admite que o seu partido pode votar pela suspensão do pagamento de fundos se os outros países da União Europeia não aceitarem receber os migrantes que estão na Sicília.
Estas declarações surgem três dias depois de o “Diciotti”, embarcação da Guarda Costeira italiana, ter transportado mais um grupo de migrantes que estão ainda retidos no porto.
“Se amanhã não houver acordo na reunião da Comissão Europeia sobre a redistribuição dos migrantes que estão no Diciotti, o movimento Cinco Estrelas não estará disponível para dar 20 mil milhões de euros à União Europeia”, disse Di Maio em mensagem no Facebook.
A Comissão Europeia já disse estar a trabalhar para encontrar solução para os 150 migrantes.
Em casos anteriores, vários países da UE, incluindo Portugal, aceitaram receber migrantes chegados de Itália e Malta.
Facebook
Twitter
Instagram