Crise na Venezuela levou Governo a agilizar processos de atribuição de nacionalidade a descendentes de portugueses.

Num ano, o Governo concedeu nacionalidade portuguesa a 5.800 lusodescendentes nascidos na Venezuela. De acordo com o Público, o número é superior aos 5.500 que deixaram o país de origem e escolheram vir para a ilha da Madeira ou, em menor número, para o continente.
Além disso, de 2016 até hoje, período em que a Venezuela agravou o seu estado de crise económica, quase 10 mil lusodescendentes que habitam na Venezuela decidiram “reclamar” a nacionalidade dos seus pais.
Apesar dos números, o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas descarta a ideia de existir uma vaga de imigração venezuelana ou uma vaga de emigração de lusodescendentes.
Entretanto, os Ministérios dos Negócios Estrangeiros e da Justiça decidiram enviar para a Venezuela dois funcionários do Instituto de Registos e Notariado, que estarão durante dois meses nos postos consulares para auxiliar nestas operações de nacionalização de lusodescendentes.

 

Facebook
Twitter
Instagram