Todos os ataques estavam de alguma forma relacionados com a organização do campeonato de futebol.

A Rússia evitou quase 25 milhões de ciberataques e outros atos criminosos contra os seus serviços de informação durante o campeonato do mundo de futebol. Todos os casos estavam de alguma forma relacionados com a organização do Mundial.
Segundo a agência Reuters, os dados foram divulgados pelo presidente russo, Vladimir Putin, durante uma reunião com o conselho de segurança da organização do mundial, no domingo, logo após o fim do torneio.
Os ciberataques tinham sido apontados, ainda antes do início da competição, como uma das principais ameaças à segurança do Mundial.

Facebook
Twitter
Instagram