Angola vendou 210,1 mil milhões de dólares (180 mil milhões de euros) em barris de petróleo nos últimos cinco anos, negócio cada vez mais concentrado com a China, que gastou mais de metade do valor total.

Segundo um documento do Governo angolano, com dados do Ministério dos Recursos Minerais e Petróleo, só a China comprou a Angola, entre 2013 e 2017, um total de 106,6 mil milhões de dólares (90,9 mil milhões de euros) em barris de petróleo.
Na segunda posição, mas uma grande distância da China, surge a Índia, que entre 2013 e 2017 comprou a Angola mais 18,7 mil milhões de dólares (15,9 mil milhões de euros) em petróleo.
Globalmente, as petrolíferas presentes em Angola investiram no setor, no país, entre 2013 e 2017, um total de 69.200 milhões de dólares (59.300 milhões de euros), segundo o governo angolano.

Facebook
Twitter
Instagram