“O Arquivo e a Cidade: a gestão de informação como ferramenta de apoio ao Poder Local” é o tema do seminário que o Arquivo Municipal do Porto realiza na próxima sexta-feira, 8 de junho, na Casa do Infante.
O seminário enquadra-se na comemoração do Dia Internacional dos Arquivos, 9 de junho, e tem como objetivo promover junto de profissionais da informação e da população em geral um melhor conhecimento do papel e competências dos Arquivos na gestão da informação e dos sistemas de informação das organizações.
Entre esses fatores de importância estão a preservação e acesso à memória herdada e a construção da memória futura para fins de informação e conhecimento ou prova e como garantia de direitos e das obrigações das organizações e dos cidadãos (jurídicos, patrimoniais, culturais, entre outros).
O painel de oradores da sessão, que decorre entre as 09h00 e as 12h00, inclui Manuel Luís Real (ex-diretor do Departamento de Arquivos da Câmara do Porto e coautor de “Arquivística. Teoria e Prática de uma ciência da informação”, além de vários estudos sobre Ciência da Informação, Administração de Arquivos, História, Arte e Arqueologia), Olga Maia (jurista, diretora do Departamento Municipal do Gabinete do Munícipe do Porto e autora de “O Novo Regime Laboral na Administração Pública” e “O novo Sistema de Avaliação de Desempenho do Pessoal Docente”), Domingos Tavares (arquiteto, professor emérito da FAUP, investigador e autor de vasta obra no campo da arquitetura e urbanismo) e Cristiana Vieira de Freitas (especialista em Ciências Documentais, Informação, Comunicação e Novos Média, coordenadora do Arquivo Municipal de Ponte de Lima e do Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde, autora de artigos científicos de Ciência da Informação).
A participação no seminário é gratuita, mas sujeita a inscrição através de envio de ficha até quinta-feira dia 7 para o endereço dmag@cm-porto.pt.
Instituído em 2007 pela assembleia geral do Conselho Internacional de Arquivos (CIA), o Dia Internacional dos Arquivos celebra-se a 9 de junho por ter sido o dia em que, em 1948, a UNESCO criou o CIA. A data visa promover condições facilitadoras da divulgação e promoção da causa dos arquivos a nível mundial.
Facebook
Twitter
Instagram