O prefeito Rafael Greca disse que o local oferece risco à população.

Após uma pessoa ser baleada e outra ficar ferida durante ataque ao acampamento de manifestantes pró-Lula em Curitiba, a Procuradoria-Geral do município (PGM) reiterou o pedido à 12ª Vara da Justiça Federal para que o ex-presidente Lula seja transferido da sede da Polícia Federal. Em nota, órgão cita, ainda, que o ocorrido motivou uma manifestação com barreira de fogo na rua Mascarenhas de Morais, interrompendo por horas o trânsito na região, especialmente as linhas alimentadoras do Terminal Santa Cândida. O prefeito Rafael Greca se mostrou preocupado pelo fato de Lula, um”mentor e líder de movimentos sociais”, estar preso em um local de grande movimentação.
Rafael Greca, prefeito de Curitiba, disse que o local oferece risco, transtorno à população e aos funcionários da própria PF, e atrapalha a rotina de prestação de serviços aos brasileiros que precisam da emissão de passaportes”.

Facebook
Twitter
Instagram