Associações garantem que esgotaram “todos os canais possíveis de diálogo sem qualquer resultado”.

Pela primeira vez, polícias e militares vão juntar-se em iniciativas de protesto. As formas de luta vão ser anunciadas esta terça-feira, em Lisboa.
A conferência de imprensa é realizada pelas associações Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP/PSP), dos Profissionais da Guarda (APG/GNR), Nacional de Sargentos (ANS), de Oficiais das Forças Armadas (AOFA) e de Praças (AP), Nacional de Sargentos da Guarda (ANSG) e Sindicato Independente dos Agentes de Polícia (SIAP).
As associações que representam todos os ramos das Forças Armadas, GNR e PSP alegam que as negociações com o Governo sobre o descongelamento das carreiras de milhares destes profissionais estão bloqueadas.

Facebook
Twitter
Instagram