Num momento em que o futebol português vive momentos de muita tensão, a reunião em causa reuniu profissionais e comunicação social para se discutir diversos assuntos.

A Liga, clubes, representantes dos ‘media’ e o Sindicato dos Jornalistas, reunidos hoje no Porto, definiram a criação de um grupo de trabalho com o objetivo de harmonizar a relação entre o futebol profissional e a comunicação social.
Na sede da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), num debate com a presença do presidente do organismo, Pedro Proença, e de elementos de clubes da I Liga, entre os quais FC Porto e Benfica, e da II, foram apresentadas reclamações, tanto dos órgãos de comunicação social como dos clubes, nomeadamente a falta de condições de trabalho para os jornalistas nos estádios e a excessiva cobertura dos três clubes ‘grandes’.
Das questões apontadas no debate subordinado ao tema ‘Futebol e Media’, Sónia Carneiro salientou a falta de condições de trabalho dos jornalistas nos estádios e a necessidade de “criação de mais conteúdos positivos sobre futebol”.
A presidente do Sindicato dos jornalistas, Sofia Branco, que já havia denunciado hostilidade contra jornalistas que cobrem eventos desportivos, reclamando mais segurança, condições de trabalho e acesso às fontes, mostrou-se satisfeita com a conclusão desta reunião.

Facebook
Twitter
Instagram