Militar estava ao serviço da ONU na República Centro-Africana. À TSF, o Estado-Maior-General das Forças Armadas (EGMFA) adiantou que o militar encontra-se bem.

Um militar português ao serviço da ONU na República Centro-Africana ficou ferido nas últimas horas, depois de ter sido atingido por estilhaços de granada durante uma operação em Bangui.
De acordo com a mesma fonte, o incidente aconteceu na madrugada deste domingo durante uma operação levada a cabo pelas forças das Nações Unidas no 3º distrito da capital da República Centro-Africana. Esta operação, que começou a semana passada, tinha como finalidade neutralizar os grupos armados que atuam no 3º distrito de Bangui.
Durante os confrontos, o militar português português “sofreu ferimentos ligeiros na omoplata na sequência do rebentamento de uma granada ofensiva”, adiantou o porta-voz do EMGFA.
O militar encontra-se bem e a recuperar favoravelmente, esclareceu Pedro Coelho Dias, e “sente-se motivado para continuar a sua missão”. O diagnóstico médico indica para já que é preciso um pouco de repouso, concluiu.

Facebook
Twitter
Instagram