Empresa subcontratada para fazer a manutenção dos helicópteros usados no combate aos incêndios diz que não fez nada diferente daquilo que fez nos últimos dois anos.

A Heliavionicslab — subcontratada da Everjets para fazer a manutenção dos helicópteros Kamov — nega ter desviado quaisquer peças daqueles aparelhos, uma acusação avançada pela Autoridade Nacional de Proteção Civil para justificar o encerramento dos hangares onde a empresa fazia a manutenção dos helicópteros.
Na posição que tornou pública esta quinta-feira, a empresa diz que nada do que estava a ser feito esta terça-feira foi diferente da prática habitual. A Heliavionicslab diz que “não se encontrava a efetuar qualquer desvio de peças ou componentes das aeronaves Kamov, limitando-se a transportar peças que se encontram a ser objeto de ações de manutenção para o seu laboratório aeronáutico, a menos de 300 metros do hangar da ANPC, ambos dentro do perímetro do aeródromo de Ponte de Sor.

 

Facebook
Twitter
Instagram