Em causa, o possível financiamento ilícito da campanha eleitoral de 2007. Nicolas Sarkozy foi detido esta manhã e está a ser ouvido pela Polícia Judiciária em Nanterre.

De acordo com o jornal francês Le Monde, esta é a primeira vez que o antigo presidente francês é ouvido neste caso desde a abertura de um inquérito em abril de 2013.
Em maio de 2012, o jornal online de informação independente Mediapart publicou documentos assinados por um antigo dirigente líbio que dava conta de um acordo de princípio para apoiar a campanha eleitoral de 2007. Terão sido transferidos 50 milhões de euros da Líbia. Sarkozy acabou por ganhar as eleições e ficou no poder até 2012.
Na altura, os magistrados decidiram abrir uma investigação. Sarkozy classificou as acusações de grotescas, mas a justiça francesa continuou o processo e nas últimas semanas, escreve o Le Monde, foram entregues novas provas que confirmam as suspeitas de financiamento ilícito.
Sarkozy é suspeito num caso de cumplicidade de corrupção de agente público estrangeiro e de desvio de fundos públicos líbios.
O antigo presidente francês pode ficar detido por 48 horas, mas pode ser ouvido pelos juízes se as autoridades entenderem que Sarkozy deve ficar mais tempo sob custódia.
Nicolas Sarkozy já tinha sido detido e ouvido pela policia francesa, em 2014, noutro caso de suspeita de tráfico de influências.

Facebook
Twitter
Instagram