Um dos espetáculos mais inventivos de João Paulo Seara Cardoso volta a ser apresentado, a partir de quarta-feira, no Teatro Carlos Alberto. 
Óscar é um menino que tem um jardim, o seu lugar de brincadeira preferido, e onde constrói os seus mundos imaginários. Relaciona-se com os animais, as plantas e o jardineiro Joaquim.
Óscar é também um dos espetáculos mais inventivos do legado de João Paulo Seara Cardoso (1956-2010), que o escreveu e encenou em 1999 e que está de regresso ao palco, de 7 a 11 de março, no Teatro Carlos Alberto (TeCA).
Especialmente concebido para crianças a partir dos três anos, Óscar foi já representada por diversos elencos de atores e vista por públicos de várias gerações, regressando agora ao palco do TeCA pela mão do Teatro Nacional São João e com o apoio da Câmara do Porto, no âmbito das comemorações do trigésimo aniversário do Teatro de Marionetas do Porto, fundado por João Paulo Seara Cardoso.
O espetáculo estrutura-se ao longo das quatro estações em que o jardim se vai vestindo de diversas roupagens. As histórias, a música, as cores, as palavras, os cheiros vão tomando a forma das sensações que caracterizam o espaço durante as diferentes fases do ano.
Facebook
Twitter
Instagram