A brincar ou vida real? É com esta dualidade que se confronta o jovem casal de “Play House”, de Martim Crimp, o espetáculo que o Teatro Helena Sá e Costa apresenta hoje e amanhã, às 21,30 horas. 
Encenada por Fernando Mora Ramos para o Teatro da Rainha, esta é uma viagem vertiginosa pela vida atual e pelos afetos, pelos altos e baixos repentinos do humor, pela intimidade de um casal que, acabado de se instalar na casa nova, atravessa uma precipitação comportamental plena de volubilidade. Percebe-se, então, como esse viver em comum uma primeira vez esbarra na fronteira algo egocêntrica de cada um dos membros do casal. A relação entre os dois questiona a sua própria consistência ao passar da grande paixão à rotina em muito pouco tempo.
Interpretado por Isabel Carvalho e António Parra, “Play House” faz, assim, o retrato de uma juventude que não supera a propensão para confundir a vida e as relações com um jogar à casinha nova. É também um ensaio sobre o modo como cada um dos membros do casal vê o outro apenas como seu objeto de prazer lúdico, sendo que a casa é o parque infantil dos dois.
Facebook
Twitter
Instagram