“Love the Planet” foi o lema escolhido para a 11.ª edição da Qualifica, Feira de Educação, Formação, Juventude e Emprego, que arrancou hoje e decorre até ao próximo domingo, dia 4, na Exponor, em Matosinhos. A Câmara do Porto volta a marcar presença com um stand, onde são expostas várias dinâmicas da atividade municipal nas áreas da Educação, Juventude, Desenvolvimento, promoção da Empregabilidade, atração de Investimento e valorização do Talento.
O certame propõe aos jovens do terceiro ciclo, ensino secundário e superior o contacto com oportunidades para estudar no estrangeiro, conhecer a oferta das universidades e politécnicos, participar em jogos, concursos, assistir a desfiles, entre outras atividades.
Fernando Paulo, vereador com os pelouros da Habitação e Coesão Social e da Educação, explicou ao Porto. que hove uma tentativa de trazer à feira ” uma mostra daquilo que a cidade vai sendo ao longo do ano”.
“Trazemos aqui atividades formativas, educativas, mas também muitos espaços de realização individual e coletiva, como a Cidade das Profissões, um espaço de excelência da Câmara, onde oferecemos um conjunto de serviços para todos aqueles que procuram emprego, mas também querem aumentar as suas qualificações”, destacou o responsável.
Nesta quinta-feira, o espaço do Município é dinamizado com o programa municipal “Porto de Futuro”, que integra um conjunto de mini-empresas desenvolvidas em contexto de sala de aula, no âmbito do projeto “A Empresa” da Junior Achievement Portugal. Estão presentes sete equipas de quatro escolas secundárias, sendo que um júri irá escolher a melhor ideia de negócio.
O ambiente que motiva o lema da feira – Love the Planet – pretende sensibilizar os jovens para a necessidade de preservar e ter práticas ambientalmente corretas e serviu de inspiração a um concurso de vídeo junto da comunidade estudantil, cujos vencedores serão revelados no domingo.
A nível internacional, destaque para o Canadá, país convidado desta edição, que está no topo dos índices de educação da OCDE e que se fez representar através de seis das suas principais universidades.
Marcam também presença algumas das principais universidades públicas e privadas portuguesas, Institutos Politécnicos e várias entidades oficiais.
“Este ano, assumimos uma presença mais diversificada na área do ensino superior, do ensino politécnico e da formação profissional. Temos um leque muito variado de organismos que nos apresentam as perspetivas de futuro para os jovens, dirigidas a profissões ditas mais clássicas e a profissões das novas tendências”, explicou Oriana Noronha, diretora da Qualifica.
Facebook
Twitter
Instagram