Familiares de um cidadão do Marco de Canaveses internado num hospital das Caraíbas colocaram nas redes sociais um pedido de ajuda para o repatriar.

O homem, Fernando Correia Teixeira, natural da freguesia de Vila Boa do Bispo, estava com a família emigrado na Venezuela há cerca de 40 anos. Em virtude da instabilidade social e política no país presidido por Nicolas Maduro, Fernando Teixeira mudou-se sozinho para a ilha de Guadalupe, nas Caraíbas, na expectativa de arranjar emprego e dinheiro para mais tarde reagrupar a família. Porém, um acidente de moto atirou-o para a cama do hospital, com três vértebras fraturadas e danos cervicais.
Jhonatan Correia, o filho, explica na página pessoal de Facebook que pretendia trazer o pai para Portugal, mas não tem meios para o fazer. É que, devido ao seu estado de saúde, o repatriamento terá que ser feito num avião-hospital, devidamente preparado para o efeito e com custos incomportáveis para a família. No Consulado Francês não obteve feedback aos seus pedidos de ajuda.
Cristina Vieira, autarca do Marco de Canaveses, explicou ao JN, que tem mantido conversações com o Secretário de Estado das Comunidades no sentido de ser encontrada uma solução para minimizar os custos elevados da ponte aérea, revelou.

Facebook
Twitter
Instagram