Requalificado o edifício-sede da União das Freguesias de Matosinhos e Leça da Palmeira.

Há muito que as instalações do edifício-sede da união das freguesias de Matosinhos e Leça da Palmeira se apresentavam num mau estado de conservação e desadequadas às necessidades atuais dos serviços prestados à população.
Em meados de 2016 um incêndio destruiu parte das instalações levando o presidente da junta, Pedro Sousa, a avançar para a requalificação do edifício, pedindo ajuda ao então Presidente da Câmara Municipal, Guilherme Pinto.
As instalações reabilitadas apresentam-se agora com uma nova imagem, e estão mais modernas e organizadas. Foram várias as melhorias efetuadas como a construção de casas de banho para o público e adaptadas a pessoas com mobilidade reduzida, a criação de uma copa para os trabalhadores, melhores gabinetes de trabalho para os técnicos e autarcas, melhores nos balcões de atendimento, entre outras.
No futuro está prevista ainda a instalação de uma oficina e garagem para os serviços gerais.
Em memória do “grande impulsionador desta obra”, a Junta da União de Freguesias de Matosinhos e Leça da Palmeira decidiu homenagear Guilherme Pinto, atribuindo o seu nome ao Salão Nobre.
O presidente da junta da União das Freguesias de Matosinhos e Leça da Palmeira realçou “o momento simbólico e inteiramente dedicado a Guilherme Pinto”, “um grande homem que fez muito pela nossa terra”, reconhecendo que “é muito pouco para o que ele merece”. Pedro Sousa destacou, todavia, “o belo exemplo da capacidade e do empenho dos autarcas de freguesia para proporcionar melhores condições aos nossos concidadãos”.
O edifício foi benzido por D. Pio Alves, Bispo Auxiliar do Porto.
A Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos salientou que “as homenagens nunca são demais”. “Esta é uma forma de materializar a nossa saudade de Guilherme Pinto”, disse Luísa Salgueiro que elogiou ainda o trabalho de proximidade e de transparência das uniões de freguesia, desafiando o Ministro da Administração Interna, presente na cerimónia, a confiar ainda mais nos municípios e nas uniões de freguesia no que diz respeito à descentralização de competências. “Este é um símbolo do poder local do século XXI de que Matosinhos quer ser protagonista”, concluiu a edil.
Já o Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita considerou que “a homenagem a Guilherme Pinto aqui feita é de inteira justiça”, sendo “uma referência do Portugal democrático”.
Sobre a descentralização de competências, o Ministro da Administração Interna defendeu a necessidade “de mudar e de confiar no que está próximo”, pois “há mais exigência e mais fiscalização por parte das populações”, dando o exemplo da gestão municipalizada da STCP.
A cerimónia de inauguração contou ainda com a presença da presidente da Assembleia Municipal, Palmira Macedo, do Vice-presidente da Câmara de Matosinhos, Eduardo Pinheiro, dos vereadores Ângela Miranda, António Correia Pinto e José Pedro Rodrigues, do administrador da Matosinhos Habit, Tiago Maia, do Vereador da Câmara do Porto, Manuel Pizarro, da presidente da Assembleia de Freguesia, Noémia Pires, entre muitas outras figuras que encheram o Salão Nobre Guilherme Pinto.
A cerimónia contou também com a participação da Fanfarra dos Bombeiros de Leixões, da Escola de Música Óscar da Silva, da Escola de Dança Alberta Lima e do Núcleo Amigos dos Pescadores de Matosinhos.

Facebook
Twitter
Instagram