A PSP participou ao Ministério Público um caso de agressões a profissionais da urgência do Hospital de São João, no Porto, e posterior tentativa de atropelamento do polícia que procurava deter os envolvidos, disse esta quarta-feira fonte do Comando Metropolitano.

Trata-se de uma pessoa que deu entrada na urgência como doente e de outra que ali foi como acompanhante. O caso registou-se pouco depois das 23:00 de terça-feira.
Na sequência de uma alegada demora de atendimento do doente, foram agredidos dois enfermeiros, um auxiliar e um segurança.
O agente da PSP em serviço no posto policial do hospital tentou fazer detenções e chegou mesmo a concretizar disparos de intimidação, para o ar, mas não evitou a fuga dos envolvidos.

Facebook
Twitter
Instagram