O Centro Hospitalar de São João, no Porto, abriu um inquérito interno para esclarecer “todas as circunstâncias” da agressão “selvática” a quatro profissionais do Serviço de Urgência.

O conselho de administração do Centro Hospitalar de São João (CHSJ) refere que comunicou os factos às autoridades competentes e manifesta “toda a solidariedade” para com os profissionais envolvidos.
O caso registou-se pouco depois das 23 horas de terça-feira e relaciona-se com a entrada de um doente que se fazia acompanhar por “um número indeterminado” de pessoas.
Na sequência de uma alegada demora de atendimento do doente, foram agredidos dois enfermeiros, um auxiliar e um segurança.

Facebook
Twitter
Instagram