No âmbito do projeto Parque das Serras do Porto que integra os territórios dos concelhos de Paredes, Valongo e Gondomar, o Grupo de Espeologia e Montanhismo (GEM) organizou o “I Encontro Fotográfico em Cavidades Artificiais”, com o objetivo de dar a conhecer e despertar para o acautelamento e preservação deste património geomineiro.

Como forma de reconhecer a especificidade subterrânea do Parque das Serras do Porto, nalguns casos só acessível pelo domínio de técnicas de progressão espeológica, mas que importa preservar e proteger, o referido encontro resultou na exposição que está patente, desde esta segunda-feira, 5 de fevereiro até 24 de março, na Biblioteca Municipal de Paredes. A entrada é livre.
Refira-se que o Roteiro de Minas e Pontos de Interesse Mineiro e Geológico de Portugal, tendo em conta a importância desta iniciativa, associou-se à sua divulgação, à qual o município de Paredes prontamente aderiu.
Recorde-se que o projeto Parque das Serras do Porto carateriza-se por uma área rica em património geológico, biológico e cultural, com destaque para a intensa exploração de ouro, pelo menos desde a época dos romanos, até ao século XX, materializando nas suas entranhas, numerosas cavidades artificiais, com uma beleza particular.

Facebook
Twitter
Instagram