Está dado mais um passo rumo à construção do novo equipamento municipal do Campo do Outeiro, com a compra de mais uma parcela, desta feita de um imóvel na Rua Fonte do Outeiro. A decisão, ontem aprovada em reunião de Câmara, resolve assim o problema do Sporting Clube da Cruz, que não tinha recursos financeiros para realizar as obras que são prementes e que, após o investimento da autarquia na sua requalificação, continuará a jogar no mesmo espaço.

Em dezembro de 2017, já tinha sido aprovada por unanimidade do Executivo Municipal a aquisição de uma parcela de terreno para a construção do Complexo Desportivo do Outeiro, que vai acolher não só o Sporting Clube da Cruz, como todos os outros clubes da cidade que ali pretendam treinar futebol e outras modalidades.
Ontem, a decisão foi aprovada por maioria do Executivo, com o voto contra do vereador do PSD, Álvaro Almeida, que na anterior proposta, para o mesmo fim, tinha votado favoravelmente.
Desta vez, Álvaro Almeida considerou que, à luz do regulamento para o usufruto dos equipamentos desportivos municipais, “não está garantido o futuro do Sporting Clube da Cruz”, uma vez que o documento indica que a tarifa de aluguer para os clubes da cidade é de 30 euros à hora, valor que entende elevado para a capacidade financeira do clube.

Facebook
Twitter
Instagram