A ACE – Academia Contemporânea do Espetáculo promove a 15 de fevereiro um workshop com a artista britânica de som experimental Aja Ireland, que nele dará a conhecer os seus processos criativos. 
A ação de formação, com inscrições até ao próximo dia 13, decorrerá durante a tarde (14,30/17,30 horas) no Palácio do Bolhão e permitirá explorar os mecanismos com que Aja Ireland monta a descarga sonora que caracteriza as suas performances – samples criados a partir de field recordings, processados e manipulados no programa Abelton Live que, ao vivo, se tornam a base sobre a qual vocaliza ruídos perturbadores.
Os participantes serão introduzidos a todos estes mecanismos, focando em estratégias de captação de som, montagem de uma livraria sonora própria, passando para componentes específicos do software com os quais Aja Ireland manipula as texturas, gradientes e compõe os ambientes sonoros do seu complexo universo musical.
Além dos aspetos mais técnicos, Aja irá também abordar o espaço conceptual que conforma a sua prática artística. Desde as ilustrações que ganham vida em animações vibrantes projetadas em ecrãs durante os concertos até aos figurinos que a ajudam a transformar-se na personagem que encarna durante os mesmos, serão partilhadas estratégias para a construção de uma linguagem própria e da convocatória de diferentes referentes conceptuais para o espaço da performance.
Aja Ireland é uma artista sonora dedicada à exploração do grotesco e do obscuro pela manipulação experimental de ruído psico-rítmico, gritos angustiados, aparelhos eletrónicos feitos em casa, batidas industriais e drones distorcidos. Ao vivo, explora a estimulação do ambiente físico em que se confronta com o seu público para quebrar a estrutura convencional do concerto e promover novas relações entre público e artista. Faz uso da voz para acentuar essa relação, sendo comum a gravação de gritos de membros da plateia para os deixar ecoar em loop durante o espectáculo.
Facebook
Twitter
Instagram